RSS

O efeito Datafolha sobre Lula e 2010

21 mar

Levando em conta o tamanho do estrago, está saindo barato para o Palácio do Planalto. Por ora, a crise econômica apenas arranhou a alta popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A avaliação do governo caiu 5 pontos percentuais, de acordo com a última pesquisa Datafolha. Queda de 70% para 65%, retornando ao nível pré-crise. No início de setembro, essa avaliação estava em 64%.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os seus principais auxiliares já sabiam há algumas semanas que haveria queda na popularidade do governo. Apenas alguns poucos achavam que Lula faria o milagre de se descolar totalmente da crise.

O mais importante agora é a duração do pior momento de uma crise que vem ondas. Se o desemprego crescer ainda mais, deixando um grande número de trabalhadores sem serviço por um período longo, a tendência é aumentar o dano político.

Lula ainda tem muita gordura para queimar, mas está interessado em segurar o seu prestígio para tentar terminar bem o mandato em 2010. Sonha a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, como sucessora.

Resumindo: para o governo, os próximos seis meses serão importantes para definir o tamanho do cacife de Lula e a viabilidade de Dilma. O Planalto acredita que lá para setembro ou outubro, a fase aguda da crise será uma página virada no Brasil. A equipe econômica disse ao presidente que a economia voltará a crescer na virada de 2009 para 2010. Se a crise se prolongar e se agravar ainda mais, crescerá a chance de vitória de uma candidatura da oposição.

Por Kennedy Alencar/Pensata/ Folha SP/ UOL

Anúncios
 
Comentários desativados em O efeito Datafolha sobre Lula e 2010

Publicado por em 21/03/2009 em Uncategorized

 

Os comentários estão desativados.

 
%d blogueiros gostam disto: