RSS

Pesquisa aponta que algumas empresas paulistas encaram os desafios desses sites em nome do relacionamento com os consumidores

06 abr

Através de um mapeamento detalhados da internet nacional, a Associação Comercial de São Paulo (ACSP) acaba de concluir uma pesquisa inédita sobre o uso das redes sociais pelas micro e pequenas empresas alocadas no estado de São Paulo.

Segundo o levantamento – feito com base em 500 entrevistas de todos os segmentos -, 17% das empresas pesquisadas já possuem cadastros em redes sociais com o objetivo de estreitar o relacionamento com os consumidores e balizarem suas ações junto ao público. Entre as mais ativas nesses ambientes, destacam-se as instituições financeiras com 26% de adesão. “Em contrapartida, o comércio varejista é o que faz menos uso da plataforma, contando com 12% das empresas”, conta Sandra Turchi, superintendente de marketing da ACSP.

Quando considerado o porte das empresas ativas nas redes sociais, quase 25% das pequenas empresas se dizem incluídas nesse contexto. “Embora ainda seja um número incipiente, seu potencial é imenso. Cada vez mais, o pequeno e médio empreendedor percebe a importância da web 2.0 para seu negócio e o retorno que pode apresentar no seu dia a dia”, aponta a especialista.

Apesar de ainda terem pouca penetração entre as empresas pesquisadas, mais da metade dos respondentes afirmou que já procura monitorar o que é dito na internet. Das que fazem esse tipo de monitoramento, 61% o faz internamente através de um profissional de marketing, de outra equipe ou pelo proprietário. Ainda de acordo com a pesquisa, 27% dos respondentes fazem monitoramento diário e 41% semanal. A maioria, porem, admite não responder aos comentários detectados na rede. “Isso, contudo, não é de todo ruim, pois, nas redes sociais é importante ter muito cuidado e saber como atuar. Não é indicado ter uma atitude invasiva”, coloca Sandra.

As mais utilizadas
Entre os endereços sociais mais utilizados, destacam-se Orkut, Twitter e Facebook. O primeiro é apontado como preferido por ter uma base de usuários bastante grande e ativa. Já o Twitter ganhou espaço por apresentar crescimento exponencial e ter como características a praticidade e rapidez. “O Facebook, por sua vez, aparece como a rede mais utilizada no mundo e apresenta ferramentas comuns ao Orkut e ao Twitter. Além disso, a tendência é que seu uso cresça ainda mais”, considera Sandra.

Além do relacionamento direto com os consumidores, as redes sociais são consideradas grande aliadas na conquista de novos clientes e na busca de informações de mercado. “O bom relacionamento com os públicos reflete diretamente na imagem da empresa, ajudando a estreitar os vales entre discurso e imagem, ou seja, entre o que se diz e o que é percebido”, ressalta Sandra. “Além disso, com as possibilidades de segmentação que as redes sociais proporcionam, elas se tornam canais altamente propícios para efetuar pesquisas de mercado, de público-alvo, lançamento de novos produtos e afins”, menciona a executiva.
Por MMonline

Anúncios
 
Comentários desativados em Pesquisa aponta que algumas empresas paulistas encaram os desafios desses sites em nome do relacionamento com os consumidores

Publicado por em 06/04/2010 em Uncategorized

 

Tags:

Os comentários estão desativados.

 
%d blogueiros gostam disto: