RSS

História através da imagem

01 out

É interessante observar as mudanças físicas dos candidatos ao longo do tempo, para ver como respondem às modas, aos marqueteiros e aos avanços da idade. Dizem que o poder envelhece, e analisar o “antes e depois” dos presidentes fortalece essa tese: pensemos na barba branca de Lula, depois de oito anos de mandato. Mas talvez haja ainda mais diferenças entre o Lula sindicalista dos anos 80 e o que se elegeu presidente, em 2002. Uma das preocupações centrais de Duda Mendonça, naquela campanha, era justamente mostrar uma imagem mais condizente com a de presidente – mais elegante, polido, próximo ao povo porém capaz de transitar nas esferas internacionais.

Em 2010, os candidatos apresentam ajustes à sua imagem pública histórica, tentando contornar suas limitações e conquistar o veredito positivo, mas tão subjetivo, dos eleitores: esse, ou essa, tem jeito de presidente.

Entre os candidatos a presidente Dilma é a mais evidentemente modificada pelas intervenções intencionais do marketing para esta disputa – confira galeria de imagens sobre a trajetória de Dilma. Sempre teve nos olhos grandes uma expressão determinada: as sobrancelhas em V talvez fossem uma de suas marcas características, mas foram suavizadas para diminuir o ar autoritário. Intervenções cirúrgicas também diminuíram as bolsas sob os olhos e rejuvenesceram o conjunto. A boca da candidata é bastante expressiva; nos programas de televisão, controlar esta expressão é uma das tarefas difíceis – um corte às vezes brusco procura antecipar um rictus autoritário que aparece bastante. A mudança nos dentes, mais brancos e uniformes, também tem impacto sobre o rosto da candidata. Favorecendo o sorriso, agora bem mais frequente.

Como a maioria das mulheres, a galeria de fotos de Dilma é uma sequência de penteados e cabeleiras, passando dos lisos aos encaracolados, do escuro ao quase loiro, dos cabelos repicados dos anos 80 ao visual executivo dos últimos meses. E estão a dizer que voltou a moda doa anos 80… Há fotos em que, apesar de estarem lá os mesmos traços, a candidata está irreconhecível. Em geral, o resultado atual é bastante adequado à imagem proposta de uma mulher presidente convencional, uma senhora executiva segura e confiável.

Serra é mais impermeável à mudança física – confira galeria de imagens sobre a trajetória de Serra. Mantém as olheiras e a careca da juventude – ou talvez, um pouco como o personagem Benjamin Button, ele tenha nascido velho e esteja rejuvenescendo. Também já estava lá o olhar algo maníaco de quem se sente ungido para algo elevado – uma certa avidez. Ao longo da vida pública, desenvolveu bolsas sob os olhos que, aliadas aos ombros estreitos e à calvície, passavam um ar aristocrático que reforça a imagem elitista do candidato, um dos aspectos modificados para esta eleição.

Com a idade e o marketing, nestas eleições de 2010 Serra corrigiu cirurgicamente os excessos do rosto, e mostra-se mais sorridente e jovial. Comparando às fotos do passado, em que raramente se viam os dentes, está muito mais expressivo, até levantando as sobrancelhas – tudo em busca da informalidade. As fotos em que beija uma sequencia de populares, no entanto, são reveladoras: aparece o político de gabinete, com pouca cancha e espontaneidade para o tradicional corpo-a-corpo com o eleitor.

Marina conta muito de sua história no semblante magro, com olheiras que a maquiagem não procura esconder – confira galeria de imagens sobre a trajetória de Marina. A acreana bonita, com traços indígenas e negros, aparece nas fotos antigas sempre enfeitada, mas fiel ao estilo nativo: brincos grandes de miçangas, os cabelos longos e escuros sempre presos e, à medida que a militante deu lugar à senadora, continuou com a imagem espartana de quem acredita que o cultivo à aparência também faz parte da ideologia burguesa. Ao longo da vida pública, portanto, poucas concessões aos esteticistas. Com a maturidade, óculos leves dão ar de professora, sábio e tranquilo. As roupas continuaram monacais, e as grossas sobrancelhas só muito recentemente se renderam à modelagem padronizada dos salões de beleza – nada radical mas, como diria minha mãe, levantou o olhar! Marina pode ser mais discreta na adaptação, mas tam bém tem seus consultores de imagem.

Por Veja/Luciana Aldé

Anúncios
 
Comentários desativados em História através da imagem

Publicado por em 01/10/2010 em Uncategorized

 

Tags:

Os comentários estão desativados.

 
%d blogueiros gostam disto: