RSS

Metodologia

Na escolha da melhor metodologia para uma investigação, tudo depende do que se deseja conhecer: o que e quanto ou como e por quê?

A pesquisa qualitativa baseia-se na formulação de idéias e hipóteses a partir da observação de uma informação e busca compreender os elementos mais subjetivos existentes nela, enquanto que, a pesquisa quantitativa procura validar uma hipótese ou idéia preconcebida, medindo esses dados de forma objetiva. Ambas se complementam.

Qualitativa versus quantitativa, a questão tem implicações de natureza prática, empírica e técnica.
A questão não é colocar a pesquisa qualitativa (verifica presença, caráter mais antropológico) versus a pesquisa quantitativa (mensura presença, caráter estatístico), não é decidir-se por uma ou outra.

Considerando os recursos materiais, temporais e pessoais disponíveis para lidar com determinada pergunta, coloca-se para o pesquisador a tarefa de encontrar e usar a abordagem metodológica que permita num mínimo de tempo possível chegar a um resultado que melhor contribua para a compreensão do que está sendo estudado.

O critério de qualidade em pesquisa.

O que constitui uma “pesquisa bem feita”, confiável, merecedora de ser tornada pública para contribuir para o manancial de conhecimento sobre um determinado assunto são os critérios adotados pelo pesquisador: objetividade, fidedignidade e validade, utilidade, economia de esforço, normatização e comparabilidade.
Saiba como empregar os termos utilizados em pesquisa, elaborar um briefing e calcular uma amostra…

As perguntas são claramente formuladas? O delineamento é consistente? Foram adotadas regras explícitas nos procedimentos metodológicos? Foram adotadas regras explícitas nos procedimentos analíticos? Os dados foram coletados em todos os contextos, tempos e pessoas sugeridos pelo delineamento? Os resultados estimulam ações futuras?

Pesquisa quantitativa (método survey)

O método survey inclui o censo demográfico, a pesquisa de opinião pública, a de marketing, os estudos acadêmicos, epidemiológicos e outros.

A pesquisa de survey (levantamento estatístico) é muito semelhante ao censo, sendo a diferença principal é que este método examina uma amostra da população, realizando entrevistas individuais (face-a-face no domicílio ou em pontos de fluxo nas ruas); telefônica (assistida por computador) e internet (abordagem interativa), enquanto que o censo necessita da população toda para sua condução.

Os estudos diferem entre si em termos de objetivos, custo e tempo. Aqui o pesquisador não se preocupa com o porquê, mas com o que.

O tamanho de uma amostra não determina se ela é “boa” ou “ruim”, o importante é a representatividade dessa amostra, ou seja, o grau de similaridade com que a população estudada está representada no plano da pesquisa.

Este tipo de estudo é frequentemente realizado para descobrir a distribuição de certos atributos de um produto, de uma marca, ou mesmo em estudos eleitorais.

Pesquisa qualitativa

Cada dia que passa fica mais difícil entender o que as pessoas desejam, principalmente porque vivemos em um mundo que oferece uma infinidade de opções.

Para entender melhor esse cenário, o método qualitativo (discussão em grupo e entrevistas em profundidade) evoluiu com o emprego das técnicas projetivas que ajudam a ler nas entrelinhas e captar as informações não verbalizadas, decifrando estados de ânimo e sensações dos entrevistados em observações diretas.

Aqui o pesquisador não se preocupa com o que, mas com o por quê. Assim, o entrevistado pode expressar melhor seus valores, opiniões e percepções no momento em que avalia uma idéia, um conceito ou um produto.

O método incorporou também novos conhecimentos para poder lidar com as transformações da realidade, como por exemplo, o emprego da etnografia, baseado em “conceitos” da antropologia, onde o pesquisador acompanha a rotina do consumidor, observando seu modo de vida, seus hábitos de compra e consumo de produtos, serviços, marcas e mídias.

O êxito de uma pesquisa resulta, muitas vezes, da formulação da pergunta e do método empregado. O mesmo é válido para o marketing.

Os tipos de estudos qualitativos:

Exploratório – tem como objetivo gerar idéias e/ou desenvolver hipóteses sobre determinados assuntos ou temas.

Descritivo – tem como objetivo fornecer um sumário completo de alguns aspectos de um produto ou segmento de mercado.

Criativo – tem como objetivo orientar a construção de estratégia, execução e avaliação de comunicação.

Anúncios
 

Os comentários estão desativados.

 
%d blogueiros gostam disto: